Ninguém merece homem chiclete

homem chiclete

Se tem uma coisa que eu detesto em um cara, é saber que ele está 100% na minha, isso porque a gente perde aquele gostinho de ter que sofrer por algo que não é nosso, sabe? kkk. Talvez eu seja meio louco, mas curto um lance mais difícil. Eu nunca namorei, também nunca deixei homem ser o motivo da minha felicidade, já que sou feliz sozinho.

(baseado em fatos reais e histórias que aconteceram comigo).

Bom, sou do signo de Câncer e de canceriano eu não tenho NADA! Juro kk, não sou romântico como deveria, dramático eu até assumo, mas trocaria uma história da Disney por um ano de Mc’Donalds grátis, fácil. Estou ficando com um cara ai, gente boa, trabalhador e bom em tudo o que faz… Isso mesmo, EM TUDO. Perdi a virgindade com um cara infantil que nem ligava pra mim e mesmo não me arrependendo, não ficaria com ele nem se ele fosse o cara mais lindo do mundo (perdi a virgindade com 19 anos).

Fiquei com poucos caras na minha vida e TODOS eles são do tipo “chiclete” kkk parece que é meu carma, pqp. Tudo bem que deve haver um romantismo em qualquer relacionamento, mas tudo tem um limite né nõ? Odeio “mimimi”, muito grude, afff… DETESTO. Uma dica para meu futuro marido: Quanto menos você se importar comigo, ai eu me apaixono por você. Alguém ai também se identifica? kkkk tocaê o/ é isso, segue o baile…


Não dá para acreditar nas pessoas

decepção

Engraçado que recentemente, estava em um evento e uma colega chamou a minha atenção em relação a eu estar mais na minha, em não ter sido tão “rasgado” quando a cumprimentei. Sei lá, às vezes eu penso que sou tão idiota por me entregar demais para pessoas que nem se importam comigo. Quem ai se identifica? A gente se entrega, fala que ama, compartilha momentos inesquecíveis e quando você menos espera… BOOOM!

Cai uma bomba nas suas mãos (e agora, o que fazer?). 

Sempre fui uma pessoa de poucos amigos (verdadeiros), porque eu tenho uma personalidade forte e sempre dividir sentimentos, há quem me ame e me odeie. Mesmo sabendo que a gente não nasceu para agradar a todos, procuro agradar pelo menos aqueles que se dizem “amigos” quando estão comigo, mas hoje tive uma das maiores decepções entre as minhas amizades. Cara, posso ter os meus defeitos, não ser o melhor amigo do mundo, mas JAMAIS me faça de idiota. Eu jamais perdoarei aqueles que me fizeram ou me fazem de idiota… Até eu descobrir.

O que você faria se descobrisse que seu (sua) amigo (a) se questionasse de algo pra você, seja uma doença, uma questão financeira e dai você vai até as redes sociais dele (a), e descobre que o (a) mesmo (a) está curtindo, rindo pelas paredes com uma pessoa que ele (a) zoava contigo kkkkk ô gente, to sendo bem sincero com vocês aqui, viu?! Eu tô muito revoltado com isso, na moral kkkk é que assim… Tudo bem que as pessoas não nos devem satisfação ou com quem elas andam, mas poxa… Mentir pra você? Zoar com a sua cara como se você fosse um idiota? ME POUPE, SE POUPE E NOS POUPE. 

ACABOU.


#TrendAlert: Estilo Militar

estilo militar

Ao longo da história da moda, diversos estilos se reinventaram e ganharam novos formatos, se adaptando de acordo com sua época. E o militar é um deles! Inspirado nos uniformes, essa tendência está voltando nos últimos anos e promete dominar o guarda-roupa de muita gente, tanto de homens como de mulheres.

Botas e Sapatos

Image and video hosting by TinyPic

As botas de couro são comuns no estilo militar, mas combinam com vários outros estilos. Muitas vezes, elas apresentam um visual mais desgastado e sujo, lembrando um pouco os cenários de guerra. Já os tênis são mais modernos, com tons camuflados ou esverdeados.

Casacos e Jaquetas

Image and video hosting by TinyPic

Essas peças são as que mais fazem sucesso dentro do estilo militar. A jaqueta bomber, também conhecida como jaqueta aviador, foi criada no período da Primeira Guerra Mundial para proteger os pilotos do vento, pois as cabines dos aviões geralmente ficavam abertas. Ela é mais ajustada ao corpo e tem os forros mais grossos.

Outro modelo de jaqueta é a Parkas, agasalho feito de lona ou sarja grossa, com amarração na cintura e geralmente com um gorro, é muito resistente às temperaturas mais baixas. É encontrada em diversas cores, mas a que mais faz sucesso é a camuflada.

Bolsas e mochilas

Image and video hosting by TinyPic

Lona e couro são os tecidos mais utilizados nesses acessórios. Há mochilas escuras, claras e camufladas, mas todas dentro da pegada militar e despojada. Mas pra quem curte um visual mais formal, também há a opção de bolsa carteiro, muito popular entre homens mais velhos.

Camisas

Image and video hosting by TinyPic

As características mais óbvias dos militares estão nessa peça: estampa camuflada, tecidos grossos e bolsos maiores e quadrados. Nos últimos anos, os estilistas estão dando mais versatilidade para essa peça, lançando em novas cores e modelagens. O camuflado, por exemplo, é muito encontrado em tons azuis, vermelhos e brancos, saindo um pouco do padrão esverdeado.

Calças

Image and video hosting by TinyPic

Antigamente, eram encontradas em modelagens mais folgadas, mas elas se adaptaram à moda masculina dos últimos anos e ficaram mais ajustadas ao corpo. Na maioria das vezes são feitas de sarjas e possuem muitos bolsos laterais. Em relação às cores, o verde e o marrom ainda são os mais populares, mas aos poucos novas tonalidades estão surgindo.

Bermuda

Image and video hosting by TinyPic

É de longe a peça mais despojada nesse estilo. E passou pelo mesmo processo da calça, tendo que se ajustar à moda de hoje. Os formatos e cores são bem parecidos com os das calças, mas nesse caso, a modelagem mais larga ainda continua sendo bastante utilizada.

Esse texto é uma parceria com o blog Uppermag.


Curso de Cinema? Participe!

curso de cinema campinas

Curso de Cinema “O Cinema sob um Novo Olhar”

André Luís Carvalho, cineasta brasileiro, formou-se pela New York Film Academy. Viveu por 15 anos em Manhattan e hoje divide seu tempo entre New York, Los Angeles e São Paulo. Lá, foi Diretor de Arte para a fundação Audrey Hepburn e também Designer e Diretor de Arte de grandes eventos em South Hampton.

Fez Direção de Arte para o filme “My Brother” com Vanessa Williams e no filme “1999″ assinou Cenografia para o diretor Nick Davis, ganhador do Emmy pelo documentário da Família Kennedy. Em 2010 voltou para o Brasil onde trabalhou como Diretor de Arte de exposições internacionais de grandes artistas para o Museu Brasileiro da Escultura – MuBe.

No Brasil dirigiu e fez cenografia para o “Bossa&Roll”, show de Rita Lee e trabalhou como Diretor de Arte do programa Clodovil, na TV Gazeta e na Globo, “Barriga de Aluguel”.

Em 2014 tornou-se sócio da VoE Produções, sendo responsável pela direção. Em 2016 André Luís também foi  responsável  pela concepção, e Direção de Arte do Museu do Festival de Cinema de Gramado – Direção de Arte e Concepção – Ano 2016. Leia mais